6 de outubro de 2011

senhora pereira

colocou nosso nome num papel na fresta da pedra.
nada de um lamento: muitas bênçãos.
deus dos exércitos? não, não. outro.
o que no princípio era o verbo e é mãe de todos que estamos cansados.

4 comentários:

Soraya Pereira disse...

é bom saber que alguns conseguem extrair beleza e poesia das coisinhas da vida... acredito que se mais gente se esforçar nesta linha poderemos ter uma convivência mais humana.

Ana de Longe disse...

senhora pereira e senhora paulics...
que saudade de vcs...
senhora ramos

Anônimo disse...

É maravilhoso a Amizade .....

revue disse...

Suave poesia, emociona muito